terça-feira, 26 de abril de 2011

Pequenos Cientistas

A vida pode surgir a partir de material não vivo?
Ao longo da História da Humanidade, muitas explicações foram surgindo.Estudamos alguns cientistas,como o médico e biólogo belga Van Helmont e outro italiano chamado Francesco Redi, mas até a metade do século XIX, o problema continuava sem solução! Foi aí que um francês, Louis Pasteur, começou a ter idéias... Com os experimentos de Pasteur, os cientistas passaram a acreditar que a vida só se origina a partir de outra vida. Mas, se a vida só se origina de outra vida, como surgiram os primeiros seres vivos?

Isso evidencia uma característica da ciência: ela diz, muda, diz de novo, só que diferente... Uns problemas são resolvidos, outros logo aparecem. Uma ideia parece certa, quase todos concordam com ela até que surge uma outra, que parece resolver o problema.

E a ciência continua: esclarecendo um assunto, fazendo novas perguntas...

Texto adaptado do Livro Ciência para Você - Volume 5, de Márcia Santos Fonseca, Maria Hilda de Paiva Andrade e Marta Bouissou Morais. FNDE





No século XVII o médico e biólogo Van Helmont criou uma receita que fazia camundongos, para tentar explicar o início da vida. Na receita era preciso camisa suja e grãos de trigo. Isso só atrai os ratos, mas muitos acreditaram na receita. Outro biólogo e médico chamado Francesco Redi duvidou da explicação de Helmont e fez experiências com carne e chegou a conclusão diferente, mas ninguém acreditou nele. Logo depois, muitos cientistas ofereceram uma recompensa para quem descobrisse a origem da vida, então Louis Pasteur começou a ter ideias e tirar muitas conclusões, mas mesmo assim quase ninguém acreditou nele, sendo que sua explicação foi correta. O experimento mais famoso de Pasteur foi qaue colocou líquido num pote com tampa e outro com tampa curvada. O ar entrou no cano reto e encheu de micro-organismos. Foi entaão assim que ele conseguiu provar que vida só surge de vida.

Texto produzidos pelos alunos do 5 Ano: Andréia, Gustavo e Kelvyn.

Nenhum comentário: